Siga o Portal do Holanda

Comércio exterior

Venezuela e Argentina compram mais de 35% das exportações do Amazonas

Publicado

em

Manaus/AM - As exportações do Amazonas somaram US$ 55.96 milhões em outubro, num crescimento de 0,25% em relação a setembro de 2019, de acordo com levantamento do Departamento de Estudo, Pesquisa e Informação (Depi) da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti). O estudo está disponível, na íntegra, na página da Sedecti, item Mapas e Indicadores.

Em outubro, os principais destinos foram Venezuela e Argentina, equivalentes a 35,49% das exportações. Entre os principais produtos exportados do Amazonas para a Venezuela, outras preparações alimentícias (preparações para bebidas, principalmente) apresentaram variação negativa na comparação com outubro de 2018 (-47,30%) e crescimento comparado a setembro de 2019 (14,69%). Para a Argentina, os principais produtos foram aparelhos receptores de radiodifusão, com incremento de 99,72% na comparação com setembro de 2019 e 18,71% na comparação com outubro de 2018.

As importações do Amazonas em outubro registraram US$ 938.37 milhões, o equivalente a 5,51% de participação nas importações do Brasil. Em relação a setembro de 2019, ocorreu aumento de 1,96%, e na comparação com outubro de 2018, crescimento de 7,65%. O aumento nas importações foi provocado pelo aumento da demanda por componentes para produção de aparelhos telefônicos e petróleo.

Corrente de comércio

A corrente de comércio do Estado do Amazonas (soma das importações com as exportações) totalizou US$ 994.35 milhões. Na análise por município, Manaus lidera as compras e vendas com o total US$ 984.77 milhões, seguido por Itacoatiara, que alcançou valor de US$ 13.54 milhões.

Em outubro, a participação do Amazonas na corrente de comércio do Brasil alcançou os 2,82%. Manaus registrou aumento de 4,57% na comparação com outubro de 2018, motivado pelo crescimento nas importações, que compensaram a queda nas exportações.

Municípios do interior 

Quanto aos municípios do interior, Itacoatiara foi o maior exportador (US$ 13.26 milhões), com participação de 23,70% das exportações do Estado. O principal produto exportado foi soja, com destino à China. O segundo município que mais exportou foi Presidente Figueiredo (US$ 4.67 milhões), com participação de 8,34% nas exportações estaduais, cujo principal produto foi ferro-ligas, com destino à China.

Nas importações, Itacoatiara também se destaca como o maior importador (US$ 284.29 mil) entre os municípios do interior. A participação de 0,03% nas importações do Estado, teve como principal produto partes destinadas aos motores de explosão para aviação e embarcações, com origem na Áustria. Presidente Figueiredo foi o segundo maior importador (US$ 158.29 mil), com participação de 0,02% nas importações do Estado, tendo polímeros naturais como principal item, e o Japão como origem.

Palanque eleitoral contaminado por tentativa de manipular órgãos de controle

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.