Siga o Portal do Holanda

Tite x Seedorf

Técnico Seedorf encara o Brasil e testa sua estabilidade no comando de Camarões

Publicado

em

Clarence Seedorf está sob pressão. Meia habilidoso, sinônimo de classe e categoria em seus tempos de Ajax, Real Madrid, Milan e Botafogo, o holandês começa a ser questionado no comando da seleção de Camarões, primeiro adversário africano da gestão Tite, na terça-feira, às 17h30m.

Em partida classificatória da Copa Africana das Nações, sua seleção perdeu em Casablanca para o Marrocos por 2 a 0. Foi sua primeira derrota com os Leões Indomáveis: antes, teve dois empates, com as fracas equipes de Ilhas Comores e do Malawi, e apenas uma vitória: um magro 1 a 0 também sobre o Malawi.

Agora, contra o Brasil, Seedorf espera que a estatura do confronto contagie seus comandados, a fim de que extraiam o melhor resultado possível dessa partida — e com isso, alguma paz.

— Vamos poder testar contra um time mais forte ainda, com mais história, a parte emocional. Não é só a parte técnica que estamos olhando. É importante que o jogador possa crescer com essa experiência de jogar contra um time importante como o Brasil — disse Seedorf à TV Globo.

Na derrota contra o Marrocos, na última sexta, o técnico ficou especialmente irritado com um erro da arbitragem: o pênalti que gerou o primeiro marroquino, convertido por Ziyech. Mas não perdeu a confiança em seu trabalho.

— Não discuti com o árbitro porque sabia que era inútil fazê-lo. Todo mundo testemunhou o que aconteceu. O Marrocos jogou bem, Camarões também, mas alguns episódio podem mudar uma partida, como esse.

A derrota esquentou a frigideira de um comando técnico bastante criticado desde seu início de trabalho. O ex-atacante da seleção, Patrick Mboma, demonstrou desde o anúncio oficial enorme preocupação com o pouco conhecimento de Seedorf sobre o futebol africano — e com seu escasso currículo técnico.

Carreira tumultuada

Anunciado em agosto de 2018, Seedorf levou, além do compatriota Patrick Kluivert como auxiliar, um currículo pouco reluzente como treinador. Contratado pelo Deportivo La Coruña em fevereiro de 2018, não conseguiu evitar o rebaixamento no Campeonato Espanhol. Com duas vitórias, seis empates e oito derrotas, seu contrato na equipe galega acabou não sendo renovado.

Curiosamente, Seedorf era esperado no Atlético-PR antes de assumir o La Coruña. Procurado para manager da equipe curitibana, preferiu a Espanha.

Antes, o holandês de 42 anos tinha passado pelo Milan, também sem brilho e pelo Shenzhen, da Segunda Divisão da China. Em nenhum desses clubes durou mais do que um semestre.

-

Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Greve dos Rodoviários em Manaus

ARENA H - TUDO SOBRE A LIGA DOS CAMPEÕES

Amazonas

Copyright © 2006-2018 Portal do Holanda.