Siga o Portal do Holanda

O que o governador Wilson Lima não pode controlar

Publicado

em

Resumo da Coluna

  • Wilson governa um Estado com 3,8 milhões de habitantes, metade vivendo na linha de pobreza. O confinamento, indispensável e urgente, colide com a necessidade da sobrevivência. O que Wilson nem ninguém pode controlar é a fome dessa gente.

O governador do Amazonas, Wilson Lima, endureceu o discurso e ameaçou com prisão quem desrespeitar regras do confinamento. Wilson tem razão: a situação é gravíssima, a linha de contágio pelo coronavírus é crescente e ainda busca seu teto. Mas o governador precisa explicar onde vai colocar as pessoas  que continuam circulando e que, segundo disse,  receberão voz de prisão. As delegacias não podem estar entulhadas de gente, as celas devem ser higienizadas.

É ilusão supor que essas medidas, de higiene e necessárias para evitar o contágio de quem for preso, serão tomadas.

Wilson governa um Estado  com 3,8 milhões de habitantes, metade vivendo na linha da pobreza. O confinamento, urgente e imprescindível, colide com a necessidade da sobrevivência. O que Wilson nem ninguém pode controlar é a fome dessa gente.

Com metade da população  vivendo na informalidade, o discurso do “fique em casa”  acaba ignorado.

De origem pobre, o governador dever saber o que significa ficar de estômago vazio. É com  essa visão que ele deve e precisa tratar os cidadãos mais humildes.

Ficar fora das ruas é fundamental, mas o governo tem o dever de oferecer contrapartidas urgentes. Esperar 14 dias ou mais  para a verba federal cair no bolso de quem vive na informalidade é exigir um insuportável sacrifício dos mais pobres.




+ BASTIDORES DA POLÍTICA

Já leu estas ?

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.