Siga o Portal do Holanda

Cumplicidade, omissão e mortes pelo coronavírus no Amazonas

Publicado

em

Resumo da Coluna

  • Os casos de coronavírus no Amazonas cresceram muito rapidamente nos últimos dias. E com eles o número de mortos. Empurrada pela mídia nacional, a imprensa local aponta o dedo para os que “desafiam o confinamento”. Há nisso tudo uma meia verdade...

A Covid-19 expôs as feridas do sistema de saúde no Estado, buracos abertos a cada governo, onde os recursos sumiram ou foram mal aplicados. E colocou a medida certa na capacidade de gestão dos atuais governantes. Os que tentaram até aqui politizar o problema rasgaram a biografia  e serão lembrados  pelo número de mortos que enterrarem ou colocarem em câmaras frigorificadas.

Há uma cumplicidade geral em torno do avanço da pandemia no Estado. Olha-se apenas quem está burlando o confinamento. Fecha-se os olhos para o fato de médicos e enfermeiros estarem sendo contaminados, ignora-se que o governo abandonou os cidadãos mais pobres, confinados em casebres, sem pão e água. Por  absoluta  falta de nutrientes, acabarão se transformando em  grupo de altíssimo risco.

Ninguém está olhando esse problema, tão grave quanto  a falta de leitos nos hospitais. Grave porque, à medida que o vírus se instalar nas favelas, faltará espaço para enterrar os mortos nos cemitérios de Manaus. Uma pergunta aos governantes: onde estão as cestas básicas para ajudar os mais pobres nesse momento em que, ficar em casa é apontado pelas autoridades sanitárias  como meio de amenizar o avanço da Covid -19?

Por que o Amazonas assumiu  uma posição vergonhosa nessa pandemia, com cerca de mil casos confirmados até esta quinta-feira ?  Ninguém lembrou que o sistema de saúde é falho, que terceirizou-se a vida, que o governo atual não fez nada para ajustar o sistema,  a não ser esvaziar os cofres para pagar contas de outros governos que somaram, no primeiro ano da atual gestão, R$ 700 milhões - serviços que não se sabe se foram efetivamente prestados.

Essa conta tinha que chegar ao  bolso do cidadão em algum momento, mas não esperava-se que a moeda a ser usada seria a vida das pessoas.




+ BASTIDORES DA POLÍTICA

Já leu estas ?

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.